Em última edição desta temporada, Saulo recebeu Elba Ramalho em ensaio de verão

MÚSICA

Com ingressos esgotados, a última edição do projeto “Saulo, Som e Sol” desta temporada teve clima de pré-carnaval. O evento, realizado pela Oquei Entretenimento, aconteceu na tarde de domingo, 9 de fevereiro, no Porto de Salvador.

A Orquestra Reggae Cachoeira, do recôncavo da Bahia, abrilhantou a tarde, abrindo a festa que começou pontualmente às 16h, com versões de reggaes famosos na voz de Edson Gomes. Saulo assumiu o palco no finalzinho da tarde e encontrou seus fãs que já o aguardavam ansiosos. Ainda com a orquestra, o músico interpretou a canção “Passarinho”, composta por Jau.  “Palco é lugar de brilhar, e eles merecem muito. Vamos valorizar a cultura da nossa terra”, pontuou.

Em seguida, Saulo fez um show de quase duas horas, com um repertório recheado de hits dançantes como “Reggae do Porto”, “Tudo certo na Bahia”, “Raiz de Todo Bem”, “Preta”, “Circulou”, além de homenagens ao axé com canções da Banda Reflexus “O Amor é Infinito” e da Banda Bragadá “Visceral”. ”Precisamos de alegria!” disse.

O que chamou a atenção foi um pedido de casamento feito durante a apresentação. Um fã, a quem o artista deu acesso ao palco, pediu a noiva em casamento. “Você aceita se casar comigo, meu amor!?” Disse o rapaz pouco antes de “ganhar” um sonoro sim da amada.

Mantendo o clima carnavalesco, a cantora Elba Ramalho que completou 40 anos de carreira recentemente, usou e abusou de sua energia e vitalidade no palco e cantou músicas que fazem parte de sua história como; “Anunciação” e “Aí, que saudade D’ocê”, arrancando gritos do público. Com um setlist mesclando forró e axé, a paraibana trouxe vários clássicos como “É Proibido Cochilar”, “Vem Morena”, “Ai Que Saudade de Ocê”, “Espumas ao vento”, “Xote das Meninas”, “Xote dos Milagres”, “Porto Seguro”, “Cometa Mambebe” e “Frevo Mulher”.

Fotos: Sércio Freitas