Projeto “Patrimônio Bahia” valoriza herança cultural do estado

CULTURA

Valorizar a Bahia e difundir entre os baianos os sentimentos de pertencimento, cidadania e autoestima. Esses foram os principais legados deixados pelo senador Antonio Carlos Magalhães, que, se estivesse vivo, completaria 92 anos no dia 04 de setembro, data em que começou a Semana Ação, Cidadania e Memória, promovida pelo Instituto ACM. Na edição desse ano, o evento é marcado pelo lançamento do projeto “Patrimônio Bahia”, voltado para a preservação do patrimônio material e imaterial do estado.

Com o mote “Quem conhece, preserva”, o projeto segue até o final do ano, ocorrendo mensalmente, estruturado em diferentes eixos como comunicação, educação, tecnologia, inovação e grandes eventos. O objetivo é difundir conhecimento, mostrando a importância da apropriação, valorização, preservação e fomento da herança histórica, artística e cultural baiana.

Apoiado em quatro visões sobre a capital do estado, como cidade administrativa, cidade fortaleza, cidade da religiosidade e cidade comercial, o “Patrimônio Bahia” será desenvolvido inicialmente a partir de três ações: promoção de campanha publicitária, realização de tour cultural com visitas guiadas pelo Centro Histórico e apoio a exposição fotográfica.

Quem conhece preserva – Seguindo o conceito do projeto, uma campanha com abordagem publicitária e editorial será veiculada em todo o estado através da Rede Bahia. Serão quatro VTs entre setembro e dezembro desse ano, um por mês, apresentando quatro diferentes perspectivas sobre Salvador.

Uma viagem no tempo – Com o tema “Hoje (entre o Ontem e o Amanhã)”, fotografias em preto e branco do baiano Voltaire Fraga podem ser conferidas desde o dia 30 de agosto na Galeria Roberto Alban, em Ondina. Com curadoria do doutor em Artes Visuais e professor da Escola de Belas Artes da UFBA, a mostra segue até 30 de setembro e traz flagras do cotidiano da cidade, seu povo, tradições, festejos, sendo um passeio por uma Salvador em diferentes épocas.

Tours culturais – Diversificando ainda mais a programação do projeto, serão realizados roteiros com visitas guiadas ao Centro Histórico da cidade entre os dias 12 e 15 de setembro. Voltados para moradores, guias de turismo, estudantes de História, Arquitetura e representantes de instituições públicas e privadas situadas na região, os tours serão relacionados às visões sobre Salvador como fortaleza, cidade de fé, administrativa e comercial.

Na oportunidade, os visitantes poderão apreciar a já conhecida Feira da Sé, que acontece paralela ao tour, na sexta-feira, sábado e domingo. O projeto “Patrimônio Bahia” terá ainda muitas outras atividades programadas até o final do ano e já tem outras ações previstas para acontecer em 2020.