Furdunço reúne até mesmo músicos de outros países no Circuito Orlando Tapajós

A junção de culturas de toda ordem marcou a apresentação dos artistas e a recepção popular, durante mais uma edição do Furdunço. Com mais de 40 atrações, o segundo dia do pré-Carnaval de Salvador foi realizado neste domingo (4), no circuito Orlando Tapajós, que faz o contrafluxo da folia no bairro da Barra, a partir do Clube Espanhol. A folia antecipada teve início no sábado, com o Fuzuê arrastando pessoas de idades e origens distintas ao som de bandas de sopro e percussão, astros da música baiana e minitrios, cumprindo o mesmo trajeto.

Se o Carnaval é a África em movimento, onde quer que o cantor e compositor Jau se apresente é, sem dúvida, o ponto de interseção desse bolo cultural. A paixão do povo pelo artista – uma das atrações mais aguardadas do evento – é tão intensa que a cantoria começa antes mesmo dele subir no trio, sendo cercado pela multidão que cantarolava “Sandália de Prata” até a hora em que a porta do veículo foi fechada.

“É muito importante e gratificante esse encontro com essa galera linda. Isso só contribui para aumentar o nosso astral e faz com que a música possa fluir de uma forma mais agradável. E começar a festa com essa animação antes mesmo de subir no palco é lindo demais”, disse Jau.

Na outra ponta da festa, a cantora Maira Lins e o Boteco Elétrico busca lugar na folia com um repertório que remete aos antigos carnavais. É muito samba tradicional, chorinho, samba de roda e frevo para não deixar ninguém parado. “Nossa proposta é trazer esse samba clássico para essa galera linda. Essa alegria é a marca registrada da Bahia, e nada melhor que o Furdunço para fazer toda essa festa transbordar”, sentenciou.

“É um desfile que atrai muita gente e garante um público animado, que traz um aprendizado para todos nós. A Prefeitura busca a cada ano trazer novos produtos para a população e, ver as pessoas chegando e se concentrando ao lado da atração preferida, mostra que é um sucesso este pré-Carnaval”, assegura Cláudio Tinoco, secretário Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

Tambores do Mundo – Aquecendo o couro dos tamborins, o percussionista e compositor Wilson Café trouxe um pouco da música mundial para a maior festa popular de rua do planeta. Com cerca de cinquenta percussionistas de pelo menos seis países, o artista comandou o projeto Tambores do Mundo durante o Furdunço. Dentre as nações representadas no desfile, constam músicos da Espanha, França, Alemanha, Itália, Grécia e Tunísia.

Integrante do cortejo, a percussionista Sophie Clamoux, natural de Montpellier, no sul da França, mostrou que, além de ser boa de batuque, fala um português ainda mais claro. “Ä Bahia é uma festa sempre. É a minha sexta participação no Carnaval e eu sinto sempre essa energia positiva, deve ser todo esse axé de vocês”.

Atrações de peso – Pela primeira vez cantando na folia soteropolitana, a atriz e cantora global Stela Miranda participou, ao lado do também ator Luiz Salém, da apresentação de Café. Emocionada por estar em um trio elétrico, a atriz confessou que sempre quis cantar no Carnaval de Salvador.

“É algo muito gratificante e me dá extrema felicidade poder participar deste Carnaval da Bahia, em especial do Furdunço, que mostra o que de melhor nossa cultura produz. É um verdadeiro Carnaval de raiz”, celebra a atriz.

Festa pacífica, com ares de festival andante, o Furdunço reuniu famílias inteiras, idosos, grupos de cadeirantes, crianças e uma gama de personagens inusitados. Tinha super-herói acima do peso, cangaceiros motorizados, animais selvagens sem jaula nem coleira e a infinidade de fantasias dignas dos bailes mais sofisticados Brasil afora.

Com mais de 40 atrações tocando literalmente de tudo para fazer o folião dançar, o Furdunço entra pelo terceiro ano com molejo e distração trazidas por artistas como Quabales, Alavontê, Armandinho e os Irmãos Macedo, Bailinho de Quinta, Batifun, Duas Medidas e Baiana System. Quem perdeu esta edição, ainda tem mais uma chance: a atração retorna na quinta-feira (8), dia da abertura oficial do Carnaval, no Circuito Dodô (Barra/Ondina), desta vez com mais 24 atrações.

Fotos: Divulgação/Secom Pref.Salvador

Jau é atração do Furdunço neste domingo

A poesia musical de Jau será apresentada neste domingo (4), no Bloco Furdunço, na Barra-Ondina a partir das 18h. Os foliões terão a oportunidade de reviver sucessos dos antigos Carnavais interpretados na voz do cantor.

A playlist da turnê Jau Natural e os sucessos, “Sandália de Couro”, “Cidade dos Poetas” e “Café com Pão” também serão exibidas.

Jau revelou que está muito empolgado com a possibilidade de realizar o pré-carnaval, na rua, para o povo. “Sinto que o carnaval está cada vez mais democrático, e esse ano terá uma energia linda.”

 

Serviço:

Jau Natural no Furdunço

Domingo, 4 de fevereiro, às 18h Barra-Ondina

Gratuito

Foto: Reprodução

Salvador terá pré-Carnaval nos dias 3 e 4 de fevereiro

Mais de um milhão de pessoas devem participar do pré-Carnaval de Salvador, entre baianos e turistas, nos dias 3 e 4 de fevereiro, na orla entre Ondina e Barra, no circuito chamado de Orlando Tapajós. No dia 3, um sábado, acontece o Fuzuê, com 30 atrações percussivas e de sopro. E no dia 4, um domingo, é a vez do Furdunço, com 41 atrações , já com microtrios e os chamados “pranchões”. O anúncio foi feito hoje pelo prefeito ACM Neto, em coletiva de imprensa no Wish Hotel da Bahia, no Campo Grande, quando o Carnaval de 2018 foi oficialmente lançado. 
ACM Neto ressaltou que a BaianaSystem vai participar do pré-Carnaval porque já estava com agenda cheia no período oficial da folia. “Quero logo esclarecer isso porque fui perguntado ontem: em nenhum momento estabelecemos restrições para que a BahianaSystem tocasse na folia. A questão foi de data, de agenda da banda. De modo que fechamos para o pré-Carnaval”, disse o prefeito, lembrando que os desfiles tanto do Fuzuê quanto do Furdunço começam às 15h, na altura do Clube Espanhol, em Ondina. 
Fuzuê – Participam do Fuzuê os grupos culturais: Mamulengo da Bahia, Oficina de Frevos e Dobrados, Grupo Cultural Mandu, Tio Paulinho, Grupo Folclórico Zambiapunga, Burrinhas de Taperoá, Careta Tradicional de Acupe, Caretas de Cairú, Grupo Folclórico Gongos Congos de Cairú, Ed Bala & Fanfarra Mágica, Commanche do Pelô, Pierrot Tradição de Plataforma, Mascarados de Maragogipe, Malê Debalê, Terno Rosa Menina, Samba de Nicinha Raízes de Santo Amaro, Maracatu Santo Antônio, Afoxé Korin Nagô, Aldeia Coletivo Cênico “Gudiar”, Arraiá das Marias, Escola de Samba Unidos de Itapuã, Chegança dos Marujos Fragata Brasileira, Barquinha de Bom Jesus dos Pobres, Amigos de Babá, Ókánbí, Lidroamor Axé, Mundo Negro, Coral Cant@art Performático e Percussivo do BBG, Vamos Nessa e As Kuviteiras. 
 
Furdunço – O Furdunço, que desde 2014 vem com a proposta de valorizar as apresentações e manifestações culturais, orquestras, grupos percussivos, minitrios e prançhões, acontece no dia 4 no pré-Carnaval. As atrações são: Canela Fina, US π, Mamah Soares e Coletivo de Tambor, Rixô Elétrico, Peu Meurray, Maira Lins, Garampiola, Marana, Flor Serena – Rural Elétrica, Micro Trio Ivan Huol, Faustão e Os Mongas, Wilson Café, Alex da Costa e Coreto Elétrico, Dan Miranda Jonathan Raphae, Banda Release, Orquestra de Pandeiros de Lauro de Freitas, Grupo Confusão, Júnior Figueredo, Luciano Calazans, Armandinho, Dodô & Osmar, Bailinho de Quinta, Alavontê, Viola de Doze, Os Informais, Quabales, Paulo Raio, Os MyFriends, Samba de Farofa, Banda Tallowah, Vitrola Baiana, CDR Style, Duas Medidas, Márcia Castro, Banda Cativeiro, Furdence Coletivo DJs da Bahia, Batifun, Lucas Di Fiori, Dan Hius, Àttooxxá e BaianaSystem.
Novidade – O circuito Dodô, já durante o Carnaval, recebe este ano mais uma novidade, o Furdunço, que sairá na quinta, 8 de fevereiro. A magia da festa de rua contará com a brisa do mar e a grande participação popular. O cortejo seguirá até Ondina. As atrações do Furdunço no dia 8 são: Santo 7, Jau, Afoxé Kambalagwanze, Duas Medidas, KuqueMalino, Banda Milsinho Veloso, Baianafolia, Peu Baiano e Banda, Pimenta Elétrica, Os Marchistas, Armandinho, Dodô & Osmar, Thomé Viana & Banda Ragga, Ara Ketu, Juan e Ravena, Virgílio, Banda Nave Louca, Alavontê, Mulheres no Poder, Banda AiyéBaiyé, Welington Pacheco, Julio Caldas, Maglore, Bonneco, Banda Outros Baianos e Marquinhos Café. 
Foto: Divulgação/Pref. Salvador/ Max Haack

Lucas di Fiori se apresenta pela segunda vez no Furdunço

Vai ter a batida dos tambores de Pernambúes no Furdunço, no próximo dia 4, domingo. Isso porque, Lucas di Fiori levar a musicalidade do bairro para a festa de pré-carnaval de Salvador. A programação da festa acontece a partir das 15 horas, com saída próxima ao clube Espanhol, Ondina. Este é o segundo ano consecutivo do líder da Soul Tambor na festa.

Nesta apresentação, o cantor falará de dos 30 anos de samba reggae, contando um pouco da contribuição dele para o ritmo. Por isso, não faltarão as canções eternizadas na voz de Lucas, como “venha me amar”, primeiro sucesso dele na banda Olodum, a “Faraó”, que é o que se pode dizer do hino do ritmo. “Farei uma releitura destas canções”, disse Di Fiori que também apresentará a aposta de 2018, “Toque de Favela”. O trio terá a assinatura de Diogenes Neto.