Evento marca lançamento da novela ‘Segundo Sol’ no Teatro Castro Alves

O maior teatro de Salvador, o TCA, se tornou palco de um grandioso evento na noite desta segunda-feira (14/05). É que o Teatro Castro Alves abriu as portas para o lançamento da nova trama da Globo, a novela Segundo Sol. O evento que reuniu quase 2 mil pessoas, contou com a presença do staff da TV Bahia, cantores, influenciadores digitais, cineastas, professores, bem como o público geral que foi brindado mais uma vez com a oportunidade de participar dos eventos voltados para lançamento de novela realizados pela TV Bahia.

A abertura do evento foi marcada por uma exposição fotográfica, em homenagem ao carnaval da Bahia, com fotos de Osmar Gama e do acervo do jornal Correio. Quem conferiu a exposição também foi presenteado com o cheiro e os sabores da terra. Com um coquetel regado a comidas típicas da região, foi impossível o público não se deliciar com os famosos quitutes (acarajé, abará e cocada), que estão no tabuleiro de toda baiana.

 

O show

Ambientada na Bahia, a novela conta a história de um cantor de Axé music. A musicalidade baiana foi representada pelos convidados Luiz Caldas, Olodum, Margareth Menezes, Saulo e Filhos de Gandhy, que embalaram o público com um repertório temperado com muita alegria, axé e dendê.

De azul e branco, representando o orixá Oxalá, o tradicional bloco de afoxé Filhos de Gandhy subiu ao palco entoando cânticos de reverência a história da Bahia e respeito à religião de matriz africana. Para Altamiro Alves, um dos diretores do bloco, a novela vai mostrar a cultura do estado, valorizar os baianos e a nossa forma de receber e abraçar. “É também uma valorização da cultura afro, que está em efervescência. Ao dar uma mostra dessa cultura, quebra um pouco a intolerância, abre um pouco a mente das pessoas”, afirma.  

Em seguida, quem subiu ao palco foram os irmãos Macêdo. Símbolos da história do carnaval da Bahia, da criação do trio elétrico e da guitarra baiana, Armandinho, Aroldo, André e Beto Macedo apresentaram músicas que se transformaram em verdadeiros hinos da cultura baiana. Para André Macedo, novela na Bahia sempre é um sucesso. “É muito bom mostrar a Bahia e divulgá-la para o restante do país. Esse movimento tem a ver com a cultura, a música”, explica.  

A noite continuou com a presença de Luiz Caldas, que levou para o público o clima dos antigos carnavais com homenagens à Moraes Moreira, à Caetanave e ao Tapajós. Considerado o pai do axé, ele ainda animou a plateia com seus hits consagrados como ‘Magia’ e ‘É tão bom’.

“A novela fala sobre axé music, minha criação. Todas as vezes que a dramaturgia se uniu à Bahia, ao Nordeste em geral, foi sucesso. Tanto com as criações de Jorge Amado, Ariano Suassuna e outros que trouxeram esse universo que é bem diferente. Fico muito feliz em estar aqui com meus colegas, que contribuíram para ajudar a axé music chegar ao ponto em que chegou. Aqui a gente também está mostrando de uma forma cronológica, todo o movimento, a sonoridade do carnaval”, declarou Luiz Caldas, o pai do axé.

O primeiro bloco afro do país, Ilê Aiyê, não apenas marcou presença no espetáculo como também teve suas canções selecionadas para a trilha sonora da novela. As músicas ‘Um Canto de Afoxé para o Bloco Ilê Aiyê’ e ‘O Mais Belo dos Belos’ compõem o disco nas vozes de Moreno Veloso e Alcione, respectivamente. Para o mestre Mário Pam, do Ilê Aiyê, é muito  importante estar no evento representando a Bahia. “Somos precursores desse movimento da música baiana. O axé music, o samba reggae, tudo começa de certa forma com o Ilê Ayê. Existem outras expressões do Carnaval, como os Irmãos Macedo, com o advento do trio elétrico, os grupos que faziam apresentações de samba. O Ilê Ayê é parte disso, então ficamos orgulhosos de fazer parte desse contexto, levando uma música de qualidade e forte”, ressalta.

“Essa novela traz a Bahia de volta ao cenário nacional, numa posição de horário nobre, que é inquestionável o valor disso. Espero que no percurso seja retratada a verdade da Bahia como ela é”, declarou Márcia Short, que subiu ao palco junto com o Ilê.

As músicas ‘Eu sou Negão e ‘É Doxum’, deram sequência à apresentação na voz de Gerônimo, conhecido por representar a Bahia com as sonoridades das identidades do sincretismo, dos ritmos de matriz africana e também sua marca, a latinidade. Gerônimo afirma que “uma grande força está sendo gerada entre a Rede Globo e os artistas baianos, fazendo com que a música baiana volte a ter representação no estado”, defende.

O Samba Reggae e Neguinho do Samba estiveram presentes através da homenagem prestada pelo Olodum juntamente com a participação de Margareth Menezes. Para o cantor do Olodum, Lazinho, estar nesse evento é um orgulho. “Não é todo dia que temos um lançamento de novela cujo foco é a Bahia, retratando o nosso estado para o Brasil. Representa também um resgate de uma coisa que estava esquecida e pode ser fortalecida – o Axé! É representatividade para a Bahia”, declara. Margareth Menezes também compartilha desse orgulho. “A novela fala sobre a nossa terra e participar levando a música que a gente faz aqui é muito importante, especialmente porque é uma novela que tem dimensão nacional e internacional também”.

O show continuou com cantores timbaleiros que entraram em cena com todo o ritmo e energia. “É uma honra estar participando do evento, até porque o nosso mestre maior, que é Carlinhos Brown, tem uma música na novela. A trilha sonora valoriza o som que produzimos aqui e nos referencia em qualquer lugar que tocamos”, destaca Flávio Sá, produtor da Timbalada.

A série de apresentações foi encerrada com a chegada de Saulo, que cantou ‘Raiz de Todo Bem’ e, em seguida, convocou todos os artistas a retornarem ao palco para entoar a canção ‘Muito Obrigado Axé’. “Minhas fontes são justamente as pessoas que estão aqui esta noite, Gerônimo, Olodum, Ilê, então quando me vejo ao redor deles me sinto pequeno e ao mesmo tempo muito honrado”. Saulo revelou ainda que está na torcida pelo ator Emílio Dantas, que teve imersão com ele para interpretar o cantor Beto Falcão na trama. “Vou querer dar uma acompanhada na novela de vez em quando. Sou baiano besta. Se fala da Bahia eu fico feliz”, completa.

Fotos: Divulgação

Margareth Menezes apresenta ‘Rebeldia Nordestina 2’ em São Paulo

Depois de um Verão agitado, a cantora Margareth Menezes está de volta com o projeto Rebeldia Nordestina 2 – Música Contemporânea, show que reúne compositores e cantores nordestinos que influenciam o panorama da Música Popular Brasileira.   Aplaudido na estreia em Fortaleza, agora chegou a vez de São Paulo conferir o show da cantora baiana que reúne no repertório obras da nova geração de compositores, entre eles os baianos Carlinhos Brown, Baiana System e Jorge Portugal, os paraibanos Flávia Venceslaue Chico César, o maranhense Zeca Baleiro e o pernambucano Lenine, além de músicas de sua autoria.

Rebeldia Nordestina 2 fica em cartaz nos dias 12 e 13 de abril, às 21h30, noSesc Pompeia, em São Paulo. Maiores informações abaixo no serviço.

Muito bem recebido pelo público e pela crítica, o primeiro Rebeldia Nordestina trouxe no repertório composições contemporâneas de artistas da geração 60/70, como Raimundo Fagner, Belchior, Zé Ramalho, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Raul Seixas, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

O projeto Rebeldia Nordestina foi pensado e desenvolvido como uma reflexão, afim de promover um passeio pela música nordestina que influenciou a construção da identidade da MPB contemporânea. “Os artistas e compositores que precederam a minha geração tem grande influência no que produzimos hoje, com uma expressão moderna e infinitas formas de falar das questões da vida com autenticidade e ampla visão. E, em muitos aspectos, têm provocados mudanças na linguagem da MPB notadamente, pois depois do movimento Tropicalista todos vieram do Nordeste e aconteceram a partir daí em diante”, explica Margareth.

 

SERVIÇO

 Margareth Menezes no Sesc Pompeia

12 e 13 de abril de 2018, quinta e sexta, às 21h30.
Na Comedoria do Sesc Pompeia
Ingressos: R$ 15,00 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 25,00 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 50,00 (inteira).

Venda online a partir de 03 de abril, terça-feira, às 12h.

Venda presencial, nas unidades do Sesc SP, a partir de 04 de abril, quarta-feira, às 17h30.
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos.

Margareth Menezes agita Varanda Redonda da CASA SKOL no primeiro dia oficial do Carnaval

O primeiro dia oficial da folia momesca na CASA SKOL será regido pelo som afro baiano de Margareth Menezes. A cantora, que comemora 30 anos de carreira em 2018 levará para a Varanda Redonda grandes sucessos como Faraó, Elegibô e Dandalunda, canções que se tornaram símbolos da música baiana e do Carnaval de Salvador.
A baiana promete agitar o folião da área interna e externa do primeiro camarote aberto ao público no Carnaval de Salvador estendendo a festa após a passagem dos trios no circuito Dodô (Barra-Ondina).
A Casa SKOL é uma iniciativa da cerveja SKOL de unir ainda mais os foliões no Carnaval de Salvador. O espaço promete tornar a folia momesca no circuito Dodô ainda mais democrática, atendendo um fluxo médio de 1.500 pessoas por noite na área interna e um público de 15 mil pessoas na área externa.
Com o fim do terceiro lote no sábado (3), os foliões interessados em aproveitar a folia dentro do camarote podem ter acesso ao espaço através do cadastro presencial feito no dia de interesse do folião para curtir a Casa.
Foto: Célia Santos/ Divulgação

Margareth Menezes divulga novidades do Carnaval 2018

O Carnaval de 2018 chega para coroar mais uma vitória na carreira de Margareth Menezes. A cantora baiana começa a percorrer uma nova trajetória, após fechar o ciclo de 30 anos de carreira com um show histórico na Concha Acústica. A bordo do trio AfroPop, Margareth recebe Sandra deSá (sexta) e Rael da Rima (terça) e traz um repertório recheado de de novidades que vai contagiar os foliões, sexta (09/02) e terça (13/02), no Circuito Barra-Ondina. Destaque para Coisa Milenar e Todo Mundo Alegre, músicas recém lançadas que vem conquistando multidões. Não faltam também os hits que marcaram a sua carreira, como Faraó, Elegibô, Dandalunda, Toté de Maianga, Alegria da Cidade, Passe em Casa, Me Abraça Me Beija e Selei.

Na quinta-feira (08/02), a folia inicia para Margareth na Casa Skol, com um show no clima total carnavalesco na Barra. No dia (09/02), ela faz sua primeira apresentação com o Trio AfroPop, no Circuito Barra-Ondina. No sábado (10/02), a cantora viaja para se apresentar em Fortaleza, em Natal no domingo (11/02) e em Barreiras na segunda-feira (12/02). Na terça (13/02), Margareth retorna à salvador, onde encerra a folia.

CONVIDADOS

O Carnaval de Margareth Menezes com seu AfroPop Brasileiro e muito axé receberá convidados especiais com outros estilos musicais. Na sexta-feira, a cantora baiana recebe Sandra de Sá com sua black music e, na terça-feira, encerra a sua folia com o rapper paulista Rael da Rima.

“A Sandra já é de casa, pois é a terceira vez que é minha convidada no AfroPop. E tem o Rael, na terça-feira, um talento dessa nova geração. Estamos fazendo uma conexão com essa galera nova de cantores e compositores também no nosso repertório, como o Baiana System, que está falando coisa novas para os jovens”, revela Margareth.

PROGRAMAÇÃO DE CARNAVAL

– Quinta-feira – 08/02 – Casa Skol – Salvador/BA;

– Sexta-feira – 09/02 – Circuito Barra-Ondina, com participação de Sandra de Sá – Salvador 

–  Sábado – 10/02 – Fortaleza – CE

– Domingo – 11/02 – Carnaval – Natal/RN

– Segunda-feira –  12/02 – Carnaval – Barreiras/BA

– Terça-feira – 28/02 – Circuito Barra-Ondina, com participação de Rael da Rima – Salvador

Margareth Menezes comemora 30 anos de carreira na Concha Acústica do TCA

Uma carreira de sucesso, consagrada numa trajetória de 30 anos. Este é o caminho que Margareth Menezes vai percorrer no show Margareth Menezes 30 Anos, com participações de Jeneci e da banda Quabales, no dia 20 de janeiro, às 19h, na Concha Acústica do TCA. O ponto de partida é a música Faraó (Luciano Gomes), gravada através do convite de DjalmaOliveira, em 1987, que se destaca em um reportório recheados de sucessos, pontuado por canções inéditas. O show será aberto, às 17h30, com o espetáculo Janelas Baianas, projeto assinado pela Secult, no qual o ator Jackson Costa promete emocionar o público com muitas poesias. Margareth Menezes 30 Anos tem direção artística de Vavá Botelho e direção musical de Adail Scarpeline.

Os convites custam R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia) e podem ser adquiridos na Bilheteria do Teatro Castro Alves e pelo site www.ingressorapido.com.br. O show tem o patrocínio do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

MARGARETH MENEZES 30 ANOS

Atrações: Margareth Menezes e convidados

Quando: 20 de janeiro

Hora: A partir das 17h30

Local: Concha Acústica do Teatro Castro Alves. Praça Dois de Julho, s/n – Campo Grande, Salvado
Ingresso: R$20,00 (plateia meia), R$40,00 (plateia inteira

Onde comprar: Bilheteria do Teatro Castro Alves e pelo sitewww.ingressorapido.com.br

Divulgada as atrações que vão agitar o Réveillon 2018 “Festival da Virada Salvador”

O Réveillon de Salvador promete ser o melhor do Brasil. Todos os detalhes foram apresentados pelo prefeito ACM Neto em coletiva realizada na manhã desta terça-feira (5), no Hotel Golden Tulip, Rio Vermelho. Também estiveram presentes o secretário de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, e o presidente da Saltur, Isaac Edington.

O endereço da festa agora será a Orla da Boca do Rio, de frente para o mar, em uma área privilegiada ao lado do Parque do Ventos. Esse novo espaço de eventos receberá o nome de Arena Cidade da Música.

Os shows no palco principal da Arena Cidade da Música começam às 18h da quinta-feira (28/12) e mantêm o mesmo horário de início até o domingo (31/12). Na segunda-feira (1° de janeiro), último dia de festa, a música será embalada a partir das 16h.

ATRAÇÕES: Gilberto Gil, Skank, Marília Mendonça, Jorge & Mateus, Matheus e Kauan, Luan Santana, Danniel Vieira, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Cláudia Leite, Margareth Menezes, Harmonia do Samba, Léo Santana,Psirico, Bell Marques,Duas Medidas,Rafa e Pipo,Aviões, Wesley Safadão,Solange Almeida, além de um dos ícones da música eletrônica da atualidade Alok.  E na hora da virada, o público poderá acompanhar um espetáculo piro musical de 15 minutos que vai iluminar a orla de Salvador. Quem fará o show da virada será Ivete Sangalo.

Foto: Reprodução

 

Saulo,Daniela Mercury, Margareth Menezes e Márcio Victor comandam grande show em Salvador

O Conexão Digital, iniciativa que marca a transição do sinal analógico para o digital na Bahia, estará com ingressos disponíveis para troca em 10 de  julho. A entrada se dá mediante um 1kg de alimento não perecível. Para garantir o ingresso, é necessário ir até a bilheteria do TCA nos dias 10 e 11, das 10h às 22h, e no dia 12, das 10h às 15h. Cada 1kg de alimento não perecível equivale a 1 ingresso e só é permitida a troca de 2 kg de alimento por pessoa. Os alimentos arrecadados pelo “Conexão Digital – Bahia canta Bahia” serão doados para seis instituições filantrópicas que desenvolvem trabalhos sociais em Salvador.

O evento, que acontece no dia 12 de julho a partir das 19h na Concha Acústica do TCA, contará com apresentações musicais de Saulo, Márcio Victor, Daniela Mercury, Margareth Menezes, Mateus Aleluia, Armandinho, as Ganhadeiras de Itapuã, Tiganá Santana, Bule-Bule e Roberto Mendes, todos com a participação de percussionistas de renome no cenário brasileiro, trazendo o conceito de “Tambor Digital”. Além disso, a noite terá um mix de programetes reunindo entretenimento, esporte e ações sociais e o tom poético do cordelista, músico e compositor Maviael Melo.

Promovido pela TV Bahia, o evento será gravado e transmitido no formato de programa, para todo o estado. Em Salvador e mais 19 cidades, o desligamento do sinal analógico acontece no dia 27 de setembro.

Serviço

O quê: “Conexão Digital: A Bahia canta a Bahia”

Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves

Quando: 12 de julho (quarta), a partir das 19h

Quanto: 1k de alimento não perecível, a ser trocado na bilheteria do TCA nos dias 10 e 11, das 10h às 22h, e no dia 12, das 10h às 15h. Cada pessoa pode trocar até 2kg.